5 Em Moscou/ Russia/ São Petesburgo

A atração mais barata da Rússia: o metrô

Esta dica é para quem gosta de economizar em viagens: O metrô é a atração mais barata da Rússia. Sim! As estações de metrô não ficam a dever de qualquer palácio ou museu!

Kíevskaya, estação que homenageia a Ucrânia, Moscou, Rússia

Kíevskaya, estação que homenageia a Ucrânia, Moscou, Rússia

Em tempos de dólar alto, podemos achar que alguns dos nossos sonhos estão inviáveis. Afinal, pensar que nossa moeda está valendo 4x menos do que o dólar e quase 5x menos do que o euro é preocupante, mas não desesperador. Viajamos para a Rússia em julho/agosto deste ano e, ao chegar, percebi que a moeda russa – o rublo – também não está muito bem…

Beleza exterior das estações de metrô moscou, Russia-001

Beleza exterior das estações de metrô moscou, Russia-001

Olha só: quando chegamos 1 euro valia 65 rublos, ao sair já valia 71… Ou seja, outras moedas também desvalorizam e talvez a saída seja esta mesmo: Buscar lugares que a moeda não esteja tão valorizada, ao contrário de Europa e Estados Unidos.

Kíevskaya, estação que homenageia a Ucrânia, Moscou, Rússia

Kíevskaya, estação que homenageia a Ucrânia, Moscou, Rússia

Não posso dizer que a Rússia seja um país barato, principalmente nas duas grandes cidades que visitei: Moscou e São Petersburgo, o equivalente a São Paulo e Rio de Janeiro para nós, mas dá para se virar fazendo alguns programas gratuitos como a Praça Vermelha ou outros muito em conta, como visitar as estações de metrô.

Vitrais da estação Novoslobodskaya, Moscou, Russia-001

Vitrais da estação Novoslobodskaya, Moscou, Russia-001

Sempre gostei de utilizar o metrô apenas para longas distâncias, meu forte é  caminhar. Mas esta regra só se aplicou a outros lugares do mundo,em Moscou e São Petersburgo, o metrô é obrigatório! E me vi várias vezes pedindo: vamos de metrô, pois tem uma estação que ainda não vimos – espanto geral de quem estava comigo.

O poeta Pushkin, mosaicos da Kíevskaya, estação que homenageia a Ucrânia, Moscou, Rússia

O poeta Pushkin, mosaicos da Kíevskaya, estação que homenageia a Ucrânia, Moscou, Rússia

Desde a União Soviética, o metrô foi utilizado como lugar onde a criatividade e a veia artística do povo russo seria explorado. Tudo haver com a ideologia comunista, afinal haveria lugar mais democrático, utilizados por todos, especialmente pela classe trabalhadora, do que o metrô? Além disso, também servia para mostrar ao mundo a imponência, a maestria e a tecnologia desenvolvida antes e durante no período da guerra fria.

Komsolmôlskaya, estação metrô Moscou, Russia

Komsolmôlskaya, estação metrô Moscou, Russia

O que vemos não são simples estações de metrô, mas verdadeiros palácios!

E esta tradição não morreu com a queda do muro de Berlim e o fim da guerra fria, visitamos estações com menos de 03 anos e que seguem o mesmo refinamento, a mesma beleza, a mesma perfeição.

Estação de metrô Dotoievskaia, de 2012 Moscou, Rússia

Estação de metrô Dotoievskaia, de 2012 Moscou, Rússia

A criação das primeiras estações datam dos anos 30 e foram idealizadas por Nikita Kruschov e Lázar Kaganovitch, com a ajuda de milhares de operários, soldados do exército vermelho e mais de 3 mil jovens da União da Juventude Comunista, chamada de Komsomôl. Algumas foram reconhecidas mundialmente, como a estação Maiakovskaya em Moscou que ganhou o prêmio da Feira Mundial de Nova York em 1938.

A mais premiada Estação de metrô de Moscou, Mayakóvskaya, Rússia

A mais premiada Estação de metrô de Moscou, Mayakóvskaya, Rússia

Imagine passear por lustres magníficos, esculturas de bronze, mosaicos refinados, detalhes em dourado, em estuque e gesso, tudo isso por menos de R$5,00. Cada ticket de metrô custa 60 rublos, que vão progressivamente diminuindo de acordo com o número de bilhetes comprados. Uma bagatela se pensar em um palácio, caro se pensar em apenas um transporte público!

Byelorusskaya, estação de metrô, Moscou, Rússia

Byelorusskaya, estação de metrô, Moscou, Rússia

Todas as estações que visitamos são temáticas.

A Plóschad Revoliústsy possui várias estátuas de bronze retratando os “hérois de todo o dia”: mulheres, esportistas, guardas, estudantes… Para quem gosta de engenharia as estações também são um prato cheio, pois são as mais profundas do mundo. Em várias delas só se vê escadas rolantes, pois a profundidade é de mais de 105 metros abaixo da superfície. Em todos os dias que estivemos lá nunca vimos uma escada rolante quebrada, pois certamente inviabilizaria o acesso ao metrô.

Esculturas da estação Plóschad Revoliústsy, estação de metrô, Moscou, Rússia

Esculturas da estação Plóschad Revoliústsy, estação de metrô, Moscou, Rússia

Segundo nosso guia Vitaly, os russos procuraram os engenheiros mais famosos da Inglaterra para construir estas escadas e possibilitar o acesso ao metrô, mas foram desenganados: Era impossível construir algo assim, então eles foram lá e fizeram! Durante a segunda guerra mundial muitas estações serviram de abrigo subterrâneo, exatamente por esta característica, estima-se que mais de 200 crianças nasceram no período, dentro das estações de metrô de Moscou e São Petersburgo.

As estações mais profundas do mundo, Russia

As estações mais profundas do mundo, Russia

Algumas remetem à amizade da Rússia com os países do entorno, como Ucrânia, Bielorrússia, outras homenageiam atletas ou os líderes da revolução russa. As minhas favoritas foram as literárias, a nova estação Dostoiévskaia ou Dostoiévskaya ou Люблинская. é um desbunde, linda demais.

Estação de metrô Dostoievskaia, homenagem a Dostoievksi, Moscou, Rússia

Estação de metrô Dostoievskaia, homenagem a Dostoievksi, Moscou, Rússia

Vou parecer dramática e exagerada, mas fiquei com lágrimas nos olhos.

Embora tenha gostado mais das estações de metrô de Moscou, talvez pelo elemento surpresa, São Petersburgo também tem estações belíssimas. A mais interessante para mim, foi a Maiakovska. Moderna, ela tem paredes todas em vermelho com um mosaico de mármore que forma o rosto do poeta. As portas negras são as entradas do trem, ou seja, quando o trem para é aquela emoção, todas as portas negras se abrem e as pessoas entram rapidamente.

 

Não dá vontade de começar a declamar: “Injeta sangue no meu coração…”? (falou a louca, rsrs)

A Esperança

Injeta sangue no meu coração, enche-me até o bordo
das veias!
Mete-me no crânio pensamentos!
Não vivi até o fim o meu bocado terrestre,
sobre a terra
não vivi o meu bocado de amor. Eu era gigante de porte,
mas para que este tamanho?
Para tal trabalho basta uma polegada.

Com um toco de pena, eu rabiscava papel,
num canto do quarto, encolhido,
como um par de óculos dobrado dentro do estojo.
Mas tudo que quiserdes eu farei de graça:
esfregar,
lavar,
escovar,
flanar,
montar guarda.

Posso, se vos agradar, servir-vos de porteiro.
Há, entre vós, bastante porteiros?
Eu era um tipo alegre,

mas que fazer da alegria,
quando a dor é um rio sem vau? (…)

Vladimir Maiakóviski

Não precisa ter medo do metrô de Moscou , muito menos de São Petesburgo. Os atendentes estão acostumados com turistas e mesmo que não falem inglês (e possivelmente não vão falar) basta mostrar quantas passagens quer comprar com os dedos e a atendente vai colocar o valor em uma calculadora, vc paga e os dois vivem felizes para sempre. Comigo aconteceu assim todas as vezes.

Mosaicos do teto da estação de metrô Maiakóvskaya, Moscou, Rússia

Mosaicos do teto da estação de metrô Maiakóvskaya, Moscou, Rússia

Para quem quer dicas de como se locomover no metrô de Moscou, clique aqui, tabela das passagens, aqui.

Estacao metro Sao Petesburgo Russia

Estacao metro Sao Petesburgo Russia

Visitar as estações de metrô em Moscou e São Petersburgo é um programão para um dia inteiro ou até para uma viagem inteira! Cansou de caminhar? É só descer para o subsolo e se encantar com esta maravilha que, embora não seja de graça, vale cada centavinho.

You Might Also Like

5 Comentários

  • Responder
    Viagem barata: atrações gratuitas na Europa - O que vi do mundo
    13 de novembro de 2015 em 10:38

    […] Viagens Invisíveis – neste blog há um convite para passeios gratuitos em Moscou e São Petersburgo: as estações de metrô. […]

  • Responder
    Dicas de Programas Grátis pelo Mundo Afora | RBBV – Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem
    14 de novembro de 2015 em 19:06

    […] (Moscou e São Petersburgo) – A atração mais barata da Rússia: o metrô – Blog: Viagens […]

  • Responder
    viagensinvisiveis
    7 de março de 2016 em 01:00

    A quem se refere Ayelen? Maiakóviski? Não entendi 🙂

  • Responder
    valeria aires
    2 de junho de 2017 em 11:12

    vou nesse mesmo mes para moscou e sao petersburg. fim de julho e começo de agosto. gostaria de saber como é o clima durante o dia e a noite. quais roupas levar?

    • Responder
      viagensinvisiveis
      6 de junho de 2017 em 16:27

      Valéria, fomos no final de julho início de agosto e durante o dia fez bastante calor, com uma temperatura amena no início da manhã e noite. Recomendo que leve roupas para o verão, contudo, vale a pena um casaco leve e uma calça para noite.
      Boa viagem!

    Leave a Reply